sexta-feira, 17 de setembro de 2010

O que será quese passa comigo?

a 2 semanas começei a sentir me muito mal tonturas tensão muito baixa muitas dores de cabeça vomitos , foi à Medica que me mandou fazer uma carrada de exames , ela desconfiava de 3 situações , esgotamento ( devido ao cansaço) , gravidez ou problemas na visicula, pois bem acho que se for é esgotamento pois os exames a visucula estão optimus e não tenho nenhum brinde na barriga , agora só 3ª feira é que saberei ao certo o k tenho pois ainda me falta levantar mais um exame o ECG . vamos ver como estará a maquina .

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Mais uma vez a lutar

Mais uma vez a fazer tratamento para eu não seja novamente operada aos ovarios , irra que isto nunca mais tem fim.
Esperança a unica que tenho
Não me deixes sem nada
Promete , engana
engana que seja
engana
mas não me deixes sozinha
esperança

segunda-feira, 26 de abril de 2010

perdida




--------------------------------------------------------------------------------

sinto-me perdida
quando penso em ti
sei que isto eh dificil
sei que devia de estar contigo

nao estou contigo
sinto-me perdida
pois apaixonei-me por ti
i nunca te esqueci

tentei seguir a minha vida para a frente
nao consegui
porque?
porque estavas sempre no meu pensamento

sentes-te perdido
no meio do nada
chegaste i estragaste-te
mas isso resolve-se

sinto-me perdida
por nao estar onde nao devo
sentes-te perdido
por nao estares comigo

ouço a musica
que desde que me dedicaste
ficou sempre no ouvido
i nunca a tirei de la.

tenho amigos i amigas
colegas i conhecidos
mas la no meio
sinto que faltas tu

amo-te i sei que que te amo
escrevo estas palavras para saberes
que sempre te amei
i que nunca me esqueci de ti..

Sinto me triste




Hoje sinto-me triste
Sinto falta de um carinho
Sinto falta de uma carícia
De um abraço…mesmo de um beijo

Sinto-me como uma folha
Que deixa o seu ramo
Rumo ao chão
Sem olhar para cima

Como uma árvore que
Ao ver as folhas caindo no chão
Se sente completamente despida.
E impotente para o evitar…

Sinto-me como se o mar
Sentisse que os peixes
Não quisessem mais nadar
Nas suas aguas cristalinas….

Sinto-me como uma pássaro
Preso numa gaiola
Sem poder mostrar a
Sua mestria livremente

Enfim, sinto-me sem rumo
Completamente perdido
Neste caminho a que se
Costuma dar o nome de Vida.


Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=1777#ixzz0mEOmkEuX
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

quinta-feira, 22 de abril de 2010

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Então...Voce



Inspirada em nadas, pela vida seguia
Focada refazendo trilhas, mal precebo
Que a genuina extensão dessa utopia
É o sopro da esperança que recebo..

Os arcaicos pinceis dessa saudade
Pintam os umbrais da minha porta
Levando me a fermentar emoçoes
Lembrança guardada quase morta

Mas ao ve lo ja intuo não tem jeito
o teu cheiro ainda dorme no meu peito
Nessa ansiedade que do nada acordou

Num milesimo de segundo essa aragem
Fez me ver sou a mesma na paisagem
e que esse coração sempre te esperou